sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Maria

Quando Deus fez Maria, não teve muito o que estudar
Planejou olhos negros e compridos e um jeito leve de falar
Cabelos e pele também negros, e um sorriso de se invejar
Deu-lhe também muita alegria, como a luz do dia a irradiar
Deu-lhe pais muito severos, pra que pudessem lhe educar
E estes deram-lhe muito carinho porque isso não podia faltar
Tinha também uma casa, roupas limpas e comida
E assim como toda menina foi à escola estudar
Estudou todos os livros e seu pai orgulhoso e tranquilo, fazia questão de lembrar
Era tímida e sem feição bonita, mas era um anjo que só vendo!
Tinha um amor que não cabia em si,via a maudade como veneno
Não era menina rica, nem moça fina e formosa
Porém, sua alma divina, era bela como uma rosa
Quem visse só de rosto dizia: que menina desprendada!
Mas no fundo ninguem sabia, o final de sua jornada
Vinha noite, ia dia, Sol,Vento, chuvarada
E nem ela mesmo previa, o que por fim a esperava
A vida dá ao rico riqueza e ao pobre dor e miséria
Mas um dia o dinheiro acaba e a miseria fica velha
A certeza é sempre essa e ninguem há de duvidar
É que Deus dá a recompensa a quem é bom e sabe esperar
Pois foi o mesmo com Maria, inocente e boazinha, que o Senhor resolveu criar
Teve um destino certeiro, saúde paz e dinheiro e um amor pra lhe agradar
Deus promete e não falha, e assim foi a historia da moça que soube esperar
Foi humilde, gentil e caridosa e sempre segura, que Jesus não lhe ia abandonar
E o resto já se sabe, não é preciso que eu narre detalhes e bla bla bla
Foi assim mesmo como Maria, e pra rimar com meus versos: Maria do Juá.


Um comentário:

Paly disse...

Essa Maria do Juá,vai dá muito o que falar (:
Muito linda sua saca!

Hey,Beiber
I amo você ♥