sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

va-deserto-zio

dentro de mim habita um deserto
e da forma mais sutil
e do jeito mais concreto
é um deserto em terra roxa.

e a rosa única que voava solta
voou de vez e partiu.
dentro de mim habita um deserto,
e d'onde o nada já havia
até o próprio sumiu

Um comentário:

Winnee Louise disse...

liz, sabia que coisas lindas podem brotar num deserto emocional? não contente-se com miragens, moçoila.

adorei a poesia, linda. você é uma poeta de marca maior.

beijos,