segunda-feira, 22 de março de 2010

suicídio

a pena
pede
ao vento
que sopre

Um comentário:

a sombra do papel disse...

são delicados, seus poemas!